Outubro é o mês de prevenção contra o câncer de mama, o segundo tipo mais comum entre as mulheres (atrás apenas do câncer de pele não melanoma). Só no Brasil, são estimados 59.700 novos casos em 2019, com risco de aproximadamente 56 diagnósticos a cada 100 mil mulheres.
Porém, por mais que o número de casos seja considerável, a taxa de mortalidade da doença vem caindo cada vez mais ao longo dos anos e o fator que mais tem contribuído para o bom prognóstico é a detecção precoce.
Sabendo disso, nós, da equipe do Consulta Fácil, preparamos este conteúdo para desmistificar o câncer de mama e ajudar você a entender todos os pontos importantes sobre esta doença a fim de incentivá-la a cuidar de si mesma, afinal, prevenir é um ato de amor próprio.

O que é o câncer de mama

É uma doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama, que, após gerar células anormais que ampliam de número, formam um tumor com características próprias, podendo se desenvolver rapidamente ou não.
Uma curiosidade que nem todos sabem é que os homens também podem ter câncer de mama, porém são raros, representando apenas 1% do total de casos.

Sintomas e sinais do câncer de mama

Antes de listar alguns sintomas comuns do câncer de mama, é essencial ressaltar a importância do autoconhecimento. Estar atenta a qualquer tipo de mudança não só nos seios, mas em todo o corpo já auxilia na detecção precoce de doenças.
Nossa sugestão é que você observe suas mamas sempre que se sentir confortável, seja no banho, enquanto troca de roupa ou qualquer outro momento do dia a dia, mesmo que sem aplicar técnicas específicas de autoexame. Se perceber qualquer alteração persistente, procure um médico.
A boa notícia em relação ao câncer de mama é que ele pode ser percebido nos estágios iniciais. Os principais sinais são:

– Nódulo (caroço) fixo e geralmente indolor: é o principal sinal da doença, estando presente em cerca de 90% dos casos de diagnóstico feito após o autoexame;
– Pele da mama avermelhada, retraída ou com aparência semelhante com a de uma casca de laranja;
– Alterações no bico do peito (mamilo), seja na coloração, tamanho ou formato;
– Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço;
– Saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos

Fatores de risco do câncer de mama

Há uma série de fatores que aumentam o risco do câncer de mama se desenvolver. Aqui, listaremos algumas:

– Idade (é o mais comum, já que cerca de 4 em cada 5 casos se desenvolvem após os 50 anos);
– Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;
– História familiar de câncer de ovário;
– Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos;
– Obesidade e sobrepeso após a menopausa;
– Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);
– Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.

Como prevenir o câncer de mama

Como visto anteriormente, há uma série de fatores que podem contribuir com o desenvolvimento do câncer de mama, por isso, a prevenção, infelizmente, não é totalmente possível.
Porém, cerca de 30% dos casos podem ser evitados com a adoção de alguns hábitos, como:

– Praticar atividade física e alimentar-se de maneira saudável;
– Manter o peso corporal adequado;
– Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
– Amamentar;
– Evitar uso de hormônios sintéticos, como anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal, por longos períodos.

Como fazer o autoexame

A detecção precoce do câncer de mama é fundamental para aumentar as chances de ter resultados positivos com o tratamento. Por isso, fazer o autoexame é tão importante! A maioria dos casos são diagnosticados a partir desse simples ato. Confira o passo a passo:

1) De pé, em frente ao espelho, observe: o bico dos seios, superfície e o contorno das mamas.
2) Ainda em pé, em frente ao espelho: levante os braços e observe se o movimento altera o contorno e a superfície das mamas.
3) Deitada, com a mão esquerda, apalpe a mama direita: faça movimentos circulares suaves, apertando levemente com a ponta dos dedos.
4) Deitada, com a mão direita, apalpe a mama esquerda: faça movimentos circulares suaves, apertando levemente com a ponta dos dedos.
5) No banho, com a pele ensaboada: eleve o braço direito e deslize os dedos da mão esquerda suavemente sobre a mama direta, estendendo até a axila. Faça o mesmo com a mama esquerda.

Consultar um médico para diagnóstico de câncer de mama

Acima, reunimos todas as informações importantes para que você entenda o que é o câncer de mama, porém, este conhecimento não substitui o papel do médico na hora de diagnosticar a doença.
Caso você tenha notado qualquer alteração nos seios ou não tenha feito um check-up de rotina há um tempo considerável, é fundamental buscar uma clínica de confiança.
Aqui, no Consulta Fácil, você encontra médicos capacitados e com experiência para te dar as orientações corretas e garantir seu bem-estar. Além disso, também fazemos exames, que são essenciais para o diagnóstico preciso.

Fale conosco por um dos canais abaixo e tire suas dúvidas ou faça seu agendamento.
WhatsApp: (11) 99149-8653
Telefone: (11) 3786-1010
Rua Engenheiro Eugênio Motta, 190, Centro – Mogi das Cruzes (SP)